23/10/2009

~Prazer!


Há dias que as idéias fugiram de minha cabeça, levando com elas todas as minhas palavras e formas de expressão. Devo o meu sumisso a isso!
O tempo nos tira tanta coisa, coisas pequenas e sem valor, como uma palavra para descrever uma emoção pequena em uma tarde de sol, até sentimentos valiosos, grandes e bonitos, como a frase certa que você deveria dizer ao encontrar com a pessoa mais perfeita que você já viu no mundo e sabe que jamais encontrará alguém melhor.
É bom poder olhar pra trás e vê que embora a vida tenha dado revira voltas imensas, tenha tido muitos altos e baixos (talvez mais baixos que altos), tenha me guiado por caminhos contrários, hoje eu estou seguindo o caminho que eu escolhi.
Não sei se isso é bom, se é o melhor, mas é meu, são minhas escolhas e eu as estou incluindo na minha vida! Isso ninguém pode mudar. Ainda há tanto o que fazer, tanto o que buscar, o que conquistar, mais eu tenho fé em minha vontade, tenho fé em mim mesma. Eu sei que posso ir além, se não, nunca teria chegado nem aqui, não hoje...
Isso é uma coisa que me deixa feliz!
Eu estou começando a construir a minha vida. Eu faço planos.
Planos a longa distância... bobeira minha. Mais fico tão feliz imaginando a minha vida daqui a... Sei lá... Cinco anos, sete...
Acredito em coisas de criança, tenho medo do escuro, adoro comer doces, adoro coisinhas coloridas e fofinhas... E gosto de falar sério quando sinto que é necessário, gosto de ser realista, tento ao máximo não ser infantil.
E hoje... Hoje ainda sem palavras, sem idéias, mais com inúmeros sentimentos precisando ser expressos.
Se tem uma coisa que não consigo é ficar quieta por muito tempo. Não sei silênciar. Muitas vezes acabo falando besteiras (assim, como agora) só para não guardar tudo pra mim, porque tem momentos que eu sinto que vou transbordar de sentimentos, e mesmo que tudo o que eu diga não faça sentido nenhum para quem leia, faz sentido pra mim.
Gosto de me ver nas minhas palavras por mais distorcidas que elas estejam, elas sempre são acolhedoras pra mim. Cada uma delas leva consigo um pedacinho de mim, um pouquinho da minha essência.
Ai, ai... Mais eu admito que hoje eu gostaria de escrever alguma coisa que fizesse sentido. Alguma coisa que tivesse ao menos uma lógica!
Mais nem ao menos tenho uma linha de raciocínio.
Mas talvez não deva ter lógica não é mesmo?
Talvez a vida seja assim, cheia de curvas e revira voltas e no fim a gente acabe se encontrando lá no ponto de partida, lá onde a gente começou com tudo. Se for assim não precisa ter lógica porque a vida sabe por si só pra onde deve nos conduzir.
Talvez só pra mim não precise ter lógica, sou assim, isso sou eu, sou errante...
Sei lá...
Vou só deixar ser!
Felizzz... Essa talvez seja a palavra que me descreva.
(hahahaha)


;D

| comente (:

Cintia disse...

Nossa quanto tempo que nao passo aqui... desde o texto "Saudade" que nao deixo um comentario, e na verdade me encontro ultimamente assim como voce- sem palavras.
Entao resolvi passar aqui porque eu sei que voce tem sempre algo a dizer, independente da logica...
Portanto adorei o texto!
Xero Galega ;*

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.