07/11/2009

~Luz

Enquanto eu sorrir posso me sentir livre!
Eu posso vê através de minha janela violetas que foram plantadas no meu ilusório jardim, e quando o sol teima em aparecer, preguiçoso entre uma nuvem e outra, ele reflete um amarelo meio bege, as vezes até rosado nas paredes brancas e lisas do meu quarto.
Uma cor que aquece e acalma... Então eu fecho os olhos... Posso me sentir leve, quase flutuando, em poucos segundos eu posso voar! Sinto o vento tocar a minha pele e desgrenhar de forma displicente os meus cabelos.
Eu me sinto tão grande e tão pequena... Tão forte e tão fraca... Tão minha... E somente minha...
Então eu abro os olhos; tudo o que vejo são as minhas frias paredes brancas...





Faz muito tempo que escrevi isso, mais é incrível como sempre que leio faz sentido!

2 Comentários:

Cintia disse...

Ai que maravilhoso esse post…!!
Fiquei imaginando as violetas e o nascer do sol- tive definitivamente uma boa viagem na minha inacabavel imaginação.

Adoro seus post, de verdade!

Mais

Mais

Mais


queremos sempre mais!

Bjuuu

Anônimo disse...

É... Realmente cada texto seu é uma viagem!!! me permito sempre que passo por aqui, me embebedar com suas palavras. Você consegue definir meus sentimentos, como eu mesma!!! Isso é incrivel e me fascina.
Beijim, sua fã...

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.