01/05/2010

~~Menina.

A menina estava sentada de frente a alguma coisa que poderia ser uma porta, ou uma parede, vai saber, nem ela sabia mas exatamente o que era por que depois de passar muito tempo observando aquela coisa "reta" a sua frente até a sua visão parecia infiel, não mais lhe transmitindo imagens. Seu cérebro parado aparentemente, estava ali e só.
Assim como a menina.
Estavam absurdamente sozinhos. Uma menina, um cérebro, uma idéia e uma parede ou porta que nem se quer vem ao caso.
Mas somente no meio de tanta solidão ela podia ser leve, como a brisa que passa.

4 Comentários:

Cherry Bomb disse...

Texto lindo..

O blog tá cada vez mais lindo, querida!

Bjuxx

- Gean Carlos disse...

essa menina precisa de um novo cérebro? peça pra o mágico de oz, lá vc encontra tudo, desde cérebros, a corações de todas as marcas, preços e tamanhos! \o

[ta, o meu comentário foi idiota, mais quem liga neah? sei que sei texto me inspirou!]

gabriela m. disse...

só nessa situação a solidão vale a pena.

Camila disse...

Tão bom ficar parada olhando pra o "nada" é como se estivesse no 'modo de espera' do computador, só volta se alguém tocar.. xD
haha
(Perdendo a mania de achar os textos lindos e não comentar... ou, só comentar por msn ;P)
Beijo Keilli ;*

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.