01/07/2010

~~Hoje

Hoje me senti estranhamente só.
Acordei com um pé na melancolia e outro na nostalgia. Doeu, e ainda dói. Sorri e chorei. Saí, deixei o sol me acariciar a pele timidamente, respirei... Foi tão doce.
Eu lembrei de como eram apreciados os dias de um passado não muito distante quando me sentia acolhida por pessoas que chamei de amigos. 
Hoje a maioria dessas pessoas nem se quer falam comigo, muitas moram distantes de mim. De todos dessa época só tenho contato com dois ou três... Não contato diário ou físico, mas mesmo assim eu sei que estão presentes.
E todos os outros? Os que eu amei, odiei matava e morria por eles? Onde eles estão? Lembram de mim ainda?
Me senti tão desamparada. Me sinto tão sem chão nessas horas...
Tive oportunidade de sair de casa e numa busca incerta encontrei uma amiga de tantos (LONGOS) anos. Lá estava ela, de pé, de costas para a porta e não poderia ter sido diferente ou melhor para mim. Seus olhos encontraram os meus e mesmo que eu não tenha dito nenhuma palavra ela pareceu entendê-las. 
Abriu um sorriso cheio de dentes com aquele batom escarlate que eu amo e abriu os braços num gesto singelo me abrigando entre eles. E foi o melhor abraço que eu recebi em todos esses últimos meses. Foi o mais quente e acolhedor que um amigo poderia me oferecer.
Não durou muito, nos despedimos.
Chorei... Sinto tudo tão amargo.




3 Comentários:

Rerlyn disse...

Ai mulher...Sei exatamente como é isso...Muito mesmo...Imagine o que é a cada acordar tal sentimento... =/
Bom, sei que não faço parte desse seu passado e muito pouco do seu presente, mas saiba que tenho muito carinho por você...Sinta-se sempre abraçada!

× Clarisse † disse...

ain, é tao ruim quando isso acontece.
pessoas que você jurava serem eternas, hoje em dia nem nos dirigem a palavra.
to passando por algo parecido e eu dei que dói.
:(
é tao bom encontrar pessoas que nos ouvem mesmo quando estamos caladas...
pena que estas pessoas só apareçam de tempos em tempos :S

:* keilla.

- Gean Carlos disse...

Sei o que é isso, sei bem!
Mas às vezes a culpa não é só da pessoa que está distante, mas (também) de nós mesmos que nos distanciamos.
claro, a regra não é absoluta, e claro (2) que a maioria das vezes estamos certos, porém se fizermos nossa parte, a distancia pode ser minimizada, e até esquecida.
depende não só dos outros, mas da gente tbm.
quanto as promessas de amor eterno, e tudo mais, é melhor nem fazer, pra não cair com os burros n'água.


enfim.. se precisar GRITAA!
sabe que pode contar comigo, ou espero que saiba.
beijo beijo.

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.