14/10/2010

~~Retro(ceder).

Certamente sair para beber até que amanhecesse o dia não era tudo o que a menina desejava, mas muitas vezes era divertido fazer alguma coisa das que não estavam na sua 'lista' de afazeres.
Conhecer gente nova, conversar com gente desconhecida, sentar no chão, comprar bebida barata, surtar no frio da madrugada e fazer xixi escondido atrás das plantinhas da praça. Conhecer novos ambientes, paquerar posteres de Marilyn Monroe (pq mesmo com os elevados níveis de etílico no corpo uma paixão não some), ouvir versões distorcidas de coisas que ela acreditava nunca ouvir, deixar uma ou outra lágrima cair (afinal, nessa terra de 'ervas daninhas' sempre vai haver uma que vai te machucar), perder esperanças em coisas, fatos e pessoas. Desejar que a vida apenas aconteça. Seja ela breve ou não.
Andar no parquinho, falar com pessoas estranhas (novamente), olhar brinquedos que parecem mais tediantes que ficar a tarde toda de frente ao computador, sorrir para pessoas chatas, feias e falsas, comprar cigarro.
Jantar mesmo sem fome, comer comida chinesa, rever amigos e abraçar forte aquele cara que se foi a algum tempo mas que ainda é seu amigo porque simplesmente tem que ser assim.
Se arrumar, escolher cuidadosamente a saia e as bijuterias que vai usar com ela.
Almoçar fora, sorrir muito de felicidade e sorir também de situações inusitadas; abraçar demorado, conhecer uma criança, sorrir com toda a inocência que como por mágica paira no ar, derreter de calor, pegar o carro, comprar cigarro (novamente), ir ao banco (que ainda estava em greve), comprar doces e trazer pra casa para passar a tarde se saboreando com inúmeras guloseimas.
Observar a hora, tomar banho e então abrir os olhos!!

A vida não é necessariamente nessa ordem, mas tem coisas que certamente seriam mais gostosas se fossem vividas ao contrário.



A menina não espera mais. Ela faz acontecer. Venhamos e convenhamos, chegou a hora!

Cheiro do dia: Achocolatado gelado com gosto de determinação! 

- Só porque realmente vale a pena 'frizar' tal acontecido, ter de volta coisas pequenas, como palavras e gestos que você simplesmente achava que tinham se perdido com o tempo é MUITO MAIS que gratificante! E Ninguém no mundo é capaz de entender o quantoooooo isso tudo faz bem (me faz.)

5 Comentários:

Rerlyn Le Fay disse...

Isso mesmo Keila! O cotidiano nos ensina a graça de viver. Cada particularidade nos apresenta o que vale ou não a pena. Você aprende a cada momento em que seus olhos se abrem.Que bom que os seus vivem bem abertos e livres!
Plenitude e discernimento sempre!

Bellys disse...

as pequenas coisas são sempre as mais valiosas *-*
aaah, sair da rotina é muito bom!
e fazer acontecer é o que todos nós precisamos *-*

adoreey o texto keilla. beijao flor :*

Anônimo disse...

sinto sua falta. ll

maria eduarda disse...

eu faco isso inumeras vezes, tao rapidamente .. e no final derramo lagrimas,mas sem elas nao poderiamos nos purificar.
Te amo, tou feliz por esse post,minha linda.
Use sua forca,pois vc tem muita!

ps: parece que alguem sente sua falta,rs
=*

Kamilla Rodrigues disse...

minhas ervas daninhas geralmente n são pessoas.

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.