25/10/2010

~~Terra do nunca.

Eu sempre achei que tinha um lugar reservado em algum canto, um espaço pequeno; talvez dentro de alguém... O que acontece é que hoje eu vejo que não tenho. Não reservei espaço algum ou ainda assinei contrato com termos de uso, validade e quem sabe ou até exclusividade.
Deixei tudo assim, ao "Deus dará" e deu; deu errado! Não me lamento!! Apenas vejo que quando queremos algo devemos deixar um aviso prévio (ao menos) do tipo "Olha, eu tenho interesse em ocupar esse espaço, espero que ele esteja disposto a me acolher" e não, não critico e não acredito que tal espaço tenha sido preenchido por alguém além de mim, só acho que ele nunca me pertenceu. Não o espaço.
Mas não vou cobrar um mero espaço quando sempre fui rica em sentimentos. Eles são bem maiores do que qualquer lugar onde eu pudesse me encaixar. Eles me acomodam com facilidade e acomodam a outros também. Geralmente não abro espaço para muitos nesse meu canto. O que pode parecer egoísmo. Se há tanto conforto porque então guardá-lo tanto e  impossibilitar as pessoas de terem acesso? Bom, não é que eu as impossibilite, mas o acesso a tal é privado. Não precisa de contrato nenhum pra ter acesso, mas precisa-se de uma senha que até onde me lembre só ofereci a umas duas ou três pessoas no decorrer de toda a minha vida. 
Acho que por isso que é tão acolhedor e tão mágico. 
Embora eu sinta que as pessoas deixam o seu espaço acumularem vestígios de poeira as vezes sei ainda que é passageiro e que uma hora voltará para tirar a sujeira que se acumulou, até porque eu também não deixo que acumule muita coisa para não gerar danos futuros. Quando amamos alguém ou algo nos certificamos de que o que estamos oferecendo é o melhor possível. Assim faço. Trato de me adiantar a cuidar do que me pertece, do que tenho e do que tive por hora mas que ainda assim possui a senha que dei de acesso ilimitado.

Aguardando quem sabe por uma visita. (E a Terra do Nunca abriu as portas e eu sinto que ela precisa de cuidados especiais depois de tanto abandonada.)





Cheiro do dia: Cugumelos fritando cortados em pequenas fatias.

4 Comentários:

Danny_Rock69 disse...

Adorei o texto e principalmente o novo visual do seu blog *-*
Boa semana!

Amanda Z. disse...

Nossa, mas como você escreve tão bem (:
adoro demais aqui ^^ lindo visual do blog!

Beijos.
http://diariodelooks.blogspot.com/

Keka disse...

Eu tenho medo de perder alguém que amo e me pergunto como, as vezes, consigo ser tão má com essas pessoas queridas. É bom preservar nosso lugar no coração e na mente deles.
Você não só concordou com meu post, você se identificou com ele! Me emocionou =P
Vai dar aula menina!

regatabranca disse...

Adoro a foto e o texto! :)

Bjsss

 
Lady Owl ©Template por 187 tons de frio. Resources:falermpiard e magg.